Terça-feira, 29 de Novembro de 2005

Serão os horários dos bares tão importantes?

(resposta a um misto Cagaréu/Ceboleiro)
Lamento desiludi-lo mas não vejo necessidade de me pronunciar acerca dos horários dos bares em Aveiro. É uma matéria sensível que deveria ser estudada por uma equipa multidisciplinar. Vejo com grande preocupação, isso sim, a falta de civismo e de educação de muitos jovens e outros menos jovens que frequentam esses bares, comportando-se de forma normal dentro deles e depois vêm para a rua cometer actos de vandalismo, desacatos e ruídos que em muito perturbam os moradores que têm direito a um merecido descanso.
Se se recordar, no nosso programa eleitoral, avançamos com algumas propostas para solucionar essas questões ou pelo menos minimizá-las…
Mas se acha que o horário dos bares é “o problema” lanço-lhe o repto para se pronunciar a esse respeito.
Resta-me recordar que os desacatos, actos de vandalismo, distúrbios, ruídos excessivos fora de horas, não diminuíram quando os horários dos bares foram reduzidos das 4 horas da manhã para as duas horas. Porque terá sido?
Recordo-o também que durante o Europeu de Futebol a zona dos bares registou um grande fluxo de pessoas, houve um alargamento dos horários e nem por isso houve aumento de desacatos, actos de vandalismo, ruídos etc. Quase me arrisco a dizer que até diminuíram…
A falta de civismo e falta de educação, no meu ponto de vista, são os grandes responsáveis pela situação e neste ponto a autarquia tem um papel importante a desempenhar, nomeadamente com acções de sensibilização, entre outras, junto dos frequentadores dos bares e junto dos proprietários.
Não serão esses os verdadeiros problemas?
publicado por artur.lobo às 12:18
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De jos rosa a 13 de Dezembro de 2005 às 20:39
Ó "caga na ré" afinal este blog é que é um verdadeiro marasmo.
De Antnio Matos a 6 de Dezembro de 2005 às 10:01
Estimado Paulo. Peço que leve à Assembleia e ao Sr. Presidente a questão dos buracos nas artérias da Forca. É uma coisa inacreditável e não parece ter fim. Enquanto estive na assembleia, chamei várias vezes atenção para o problema, mas continua por resolver. Em pleno século XXI, com tantas moradias novas e bonitas naquela zona, a "buracaria" nas ruas é um flagelo, até porque, ao contornar um buraco aparece outro. O Dr. Alberto Miranda ainda deu um bónus na rotunda da loja do cidadão, antes das eleições, mas ficou por aí. Questionado várias vezes por mim, o Sr. Presidente da Junta afirma insistentemente que essas obras são da competência da Câmara. No seu entender, a Junta não pode fazer nada? Como fez por exemplo, o Dr. Élio, em S. Bernardo?

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. horario laboral de 60 hor...

. Rescaldo das Autárquicas ...

. A ÚLTIMA ASSEMBLEIA DE FR...

. O Regresso

. A reunião da Assembleia d...

. VANDALISMO E INSEGURANÇA

. Tarde e (ao que parece) m...

. De volta...

. Plano de Actividades e Or...

. a propósito dos símbolos ...

.arquivos

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds