Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2006

Tarde e (ao que parece) mal…

Finalmente, após nove anos volvidos sobre a Resolução do Conselho de Ministros N.º 197/97 sobre a criação da Rede Social e a criação de dez Comissões Sociais de Freguesia no nosso Concelho (S. Bernardo, Glória, Esgueira, Santa Joana, Eixo, N.ª Sr.ª de Fátima, Cacia, S. Jacinto, Aradas e Requeixo), a Freguesia da Vera Cruz vê a sua primeira reunião promovida pelo Presidente da Junta de Freguesia, para a criação da Comissão Social de Freguesia.
A Resolução do Conselho de Ministros, no seu ponto 9 refere que esta “ Comissão é composta pelo presidente da junta, que preside e por representantes das entidades sem fins lucrativos interessadas e de organismos da administração pública central implantados nessa área”.
Pela informação a que tive acesso e que considero fidedigna, muitas das entidades existentes na freguesia, quer de carácter local quer de carácter central, não estiveram presentes, nomeadamente agrupamento de escolas de Aveiro, Associação Comercial de Aveiro, Clube do Galitos, Sport Clube do Beira-Mar, Sporting Clube de Aveiro, Cáritas Diocesana, Vicentinos, Vicentinas, Criadinhas dos Pobres, Centro de Emprego, I.D.I.C.T., Samaritanos, Coordenação Educativa de Aveiro, Guarda Nacional Republicana, etc…, etc….
Terão todas estas entidades sido contactadas e convidadas para a reunião e devidamente sensibilizadas para a importância da sua participação?

Estiveram presentes representantes da C.M.A., do Centro Comunitário da Vera Cruz, Centro Social e Paroquial da Vera Cruz, Coordenação Concelhia do Ensino Recorrente, Segurança Social, CCD da Segurança Social, rede europeia anti-pobreza, entre outras que me poderão ter escapado, todo o executivo da Junta de Freguesia (?!) e, pasme-se, um representante da assembleia de freguesia. Sendo a assembleia de freguesia composta por treze elementos eleitos democraticamente nas últimas eleições autárquicas, quais terão sido os critérios para a nomeação desse elemento? Que legitimidade tem para fazer parte da referida Comissão?
Num estado de direito democrático situações destas são graves pela falta de transparência…
Não sendo minha intenção por em causa a competência profissional dos visados, só quero alertar para o despotismo existente por parte do Sr. Presidente da Junta, com a conivência de todos os membros do executivo da Junta de Freguesia e do supostamente representante da Assembleia de Freguesia, tentando manietar e “ controlar” a constituição da referida comissão.
Não é seguramente desta forma que se trabalha para o bem da freguesia e da sua população. Cumpra-se a Resolução do Conselho de Ministros e cumpram-se também as mais elementares regras democráticas e só assim estaremos a prestar um bom serviço à população que nos elegeu. Ainda está a tempo Sr. Presidente!
Caso contrário, tudo não passará de mais uma farsa encenada pelo Sr. Presidente da Junta, com a conivência do seu executivo, aproveitando-se da boa vontade dos representantes dos organismos convidados…
publicado por artur.lobo às 17:01
link do post | favorito
|
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. horario laboral de 60 hor...

. Rescaldo das Autárquicas ...

. A ÚLTIMA ASSEMBLEIA DE FR...

. O Regresso

. A reunião da Assembleia d...

. VANDALISMO E INSEGURANÇA

. Tarde e (ao que parece) m...

. De volta...

. Plano de Actividades e Or...

. a propósito dos símbolos ...

.arquivos

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Maio 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds